quarta-feira, 21 de junho de 2017

12º DOMINGO DO TEMPO COMUM (ano A)

Leitura do Livro do profeta Jeremias
(Jer 20, 10-13)
Disse Jeremias: «Eu ouvia as invectivas da multidão: ‘Terror por toda a parte! Denunciai-o, vamos denunciá-lo!’. Todos os meus amigos esperavam que eu desse um passo em falso: ‘Talvez ele se deixe enganar e assim o poderemos dominar e nos vingaremos dele’. Mas o Senhor está comigo como herói poderoso e os meus perseguidores cairão vencidos. Ficarão cheios de vergonha pelo seu fracasso, ignomínia eterna que não será esquecida. Senhor do Universo, que sondais o justo e perscrutais os rins e o coração, possa eu ver o castigo que dareis a essa gente, pois a Vós confiei a minha causa. Cantai ao Senhor, louvai o Senhor, que salvou a vida do pobre das mãos dos perversos».


SALMO RESPONSORIAL - Salmo 68 (69), 8-10.14.17. 33-35
Refrão: Pela vossa grande misericórdia, atendei-me, Senhor.

Por Vós tenho suportado afrontas,
cobrindo-se meu rosto de confusão.
Tornei-me um estranho para os meus irmãos,
um desconhecido para a minha família.
Devorou-me o zelo pela vossa casa
e recaíram sobre mim os insultos contra Vós. Refrão

A Vós, Senhor, elevo a minha súplica,
no momento propício, meu Deus.
Pela vossa grande bondade, respondei-me,
em prova da vossa salvação.
Tirai-me do lamaçal, para que não me afunde,
livrai-me dos que me odeiam e do abismo das águas. Refrão

Vós, humildes, olhai e alegrai-vos,
buscai o Senhor e o vosso coração se reanimará.
O Senhor ouve os pobres
e não despreza os cativos.
Louvem-n’O o céu e a terra,
os mares e quanto neles se move. Refrão


Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos
(Rom 5, 12-15)
Irmãos: Assim como por um só homem entrou o pecado no mundo e pelo pecado a morte, assim também a morte atingiu todos os homens, porque todos pecaram. De facto, até à Lei, existia o pecado no mundo. Mas o pecado não é levado em conta, se não houver lei. Entretanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, mesmo para aqueles que não tinham pecado por uma transgressão à semelhança de Adão, que é figura d’Aquele que havia de vir. Mas o dom gratuito não é como a falta. Se pelo pecado de um só todos pereceram, com muito mais razão a graça de Deus, dom contido na graça de um só homem, Jesus Cristo, se concedeu com abundância a todos os homens.


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 10, 26-33)
Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: «Não tenhais medo dos homens, pois nada há encoberto que não venha a descobrir-se, nada há oculto que não venha a conhecer-se. O que vos digo às escuras, dizei-o à luz do dia; e o que escutais ao ouvido proclamai-o sobre os telhados. Não temais os que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Temei antes Aquele que pode lançar na geena a alma e o corpo. Não se vendem dois passarinhos por uma moeda? E nem um deles cairá por terra sem consentimento do vosso Pai. Até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Portanto, não temais: valeis muito mais do que todos os passarinhos. A todo aquele que se tiver declarado por Mim diante dos homens, também Eu Me declararei por ele diante do meu Pai que está nos Céus. Mas àquele que Me negar diante dos homens, também Eu o negarei diante do meu Pai que está nos Céus».


BOA NOTÍCIA
Sempre e em toda a parte (e a todos)
Depois de eleger os Doze apóstolos, Jesus deu aos seus discípulos uma série de instruções, antes de enviá-los a proclamar a Boa Nova. O Evangelho que escutaremos no próximo domingo é um trecho desse “discurso da missão”, onde o tema central é sugerido pela expressão «Não temais!», que se repete por três vezes ao longo do texto:

«Não tenhais medo dos homens (...) Não temais os que matam o corpo, mas não podem matar a alma (...) Até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Portanto, não temais».

Ameaças e perseguições acompanham desde sempre a missão dos discípulos e ainda hoje, em muitos países do mundo, homens e mulheres são presos e assassinados por acreditarem em Cristo e proclamarem o Evangelho.

Publicada anualmente pela agência vaticana Fides, a lista dos agentes pastorais católicos assassinados o ano passado recorda, entre muitos outros, as irmãs de madre Teresa trucidadas no Iémen... os vários sacerdotes assassinados no México... e o padre Jacques Hamel, martirizado aqui na França enquanto celebrava a Santa Missa.

Esta lista (certamente incompleta) dá à afirmação de Jesus um sentido mais profundo, mais real, mais concreto: «Não temais!», porque o anúncio do Reino poderá encontrar hostilidade e escárnio, mas Eu estarei sempre convosco.

É esta confiança que nos dá alento!
É esta certeza que nos dá ânimo!

Peçamos a Deus que nos dê a coragem e a sabedoria necessárias para anunciarmos o Evangelho, sempre e em toda a parte!
Peçamos ao Senhor que não nos deixe cair na tentação do silêncio, não só diante dos nossos adversários, mas também - onde por vezes ainda custa mais - diante dos nossos amigos...

P. Carlos Caetano
in LusoJornal 2017.06.21




Sem comentários:

ASSINAR ESTE BLOGUE - Follow by Email

Arquivo do blogue